Social

Veado-mateiro é socorrido e devolvido à natureza no interior de Ajuricaba

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Ajuricaba auxiliou na soltura de um veado-mateiro que foi socorrido por um casal de moradores do interior do município.

O casal relatou que salvou o animal “tirando-o da boca” de cachorros de caça, os quais estavam perseguindo e encurralaram o animal na tela de sua propriedade, momento em que foi feito o socorro. Os proprietários imediatamente buscaram o apoio da fiscalização ambiental para saber o poderia ser feito.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Visando a educação ambiental, os fiscais foram até o local onde constataram que o animal, uma fêmea, estava prenha e teve apenas alguns pequenos ferimentos. Em contato com parceiros, foi decidido por devolvê-lo à natureza em outro local do município para que possa viver em liberdade.

Conforme Decreto Federal nº 6514 de 2008 Art. 24, matar, perseguir, caçar, apanhar, coletar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida, acarreta em multa de R$ 5.000,00 por indivíduo.

Sobre o veado-mateiro

O veado-mateiro (nome científico: Mazama americana) também é conhecido por veado-vermelho, veado-pardo, veado-retovado, veado-capoeira, guatapará, guaçupita, guaçuetê, suaçupita e suaçuapita. É a maior espécie do gênero Mazama, pesando em média 30 kg, mas podendo atingir até 65 Kg; medindo em média 70 cm na altura da cernelha, e com comprimento de 90 a 145 cm. A coloração é avermelhada, com manchas brancas abaixo da cauda, face interna dos membros e das orelhas, região submandibular e ponta da maxila superior. O pescoço tende a ser mais escuro, principalmente em sua face dorsal.

É uma espécie de hábitos solitários e crepuscular, mas pode formar pares no período reprodutivo. Se alimenta de frutos, folhas, brotos e gramíneas, sendo bastante seletivo na escolha de sua alimentação. A gestação dura cerca de 225 dias e pare um filhote por vez, que nasce com pintas brancas no corpo.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo