SaúdeUtilidade pública

Região de Ijuí entra pela primeira vez na bandeira vermelha

Em mapa preliminar, 90% do território gaúcho entrou em alerta crítico para contaminação do coronavírus. O mapa do status de risco divulgado nesta sexta-feira (17) pelo Estado mostrou 18 das 20 regiões sob bandeira vermelha.

Somente Bagé e Pelotas estão sob bandeira laranja. Dos 11,3 milhões de gaúchos, 10,2 milhões vivem nas áreas em que sair às ruas nos próximos dias pode ser considerado atitude temerária.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O mapa definitivo será divulgado na segunda-feira à tarde, após julgamento pelo gabinete de crise de eventuais pedidos de reconsideração dos prefeitos. Os municípios têm até as 6h de domingo para apresentarem recurso para o governo do Estado.

Mesmo assim, pelo menos 270 prefeituras poderão adotar padrões de isolamento condizentes com bandeira laranja por não terem registro de óbito nem de hospitalização por covid nas duas últimas semanas. Nessas cidades, moram 1,7 milhão de pessoas, cerca de 15% da população gaúcha.

Enquanto isso, os dados atuais sobre o comportamento da pandemia no Estado evidenciam que a 11ª rodada do sistema de distanciamento controlado exibe o pior cenário desde a chegada do vírus ao Rio Grande do Sul.

“As equipes do governo alertam para a situação de cinco regiões que ficaram muito próximas de migrarem para o nível de risco altíssimo”, alerta o comunicado oficial do Piratini.

Numa escala em que a média ponderada dos 11 indicadores de risco classifica como 2,5 o índice para adoção de bandeira preta, Taquara (2,4), Porto Alegre (2,36), Capão da Canoa (2,33), Novo Hamburgo (2,25) e Canoas (2,25) lideram o ranking de perigo.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar