Rural

Ajuricaba decreta Situação de Emergência em razão da estiagem

Perdas ultrapassam 60 milhões de reais

Representantes das entidades ligadas ao meio agrícola, Defesa Civil e a administração municipal estiveram reunidos na terça-feira desta semana e avaliando as perdas no meio agrícola, bem como juntando material nesta semana para anexar. Contudo os representantes foram unânimes que as perdas são elevadas, circunda a casa de R$ 70 milhões, falta água, bem como diaristas estão perdendo suas funções no meio rural e em atividades ligadas a agricultura, pecuária, hortigranjeiros e piscicultura. Sendo assim o prefeito Ivan Chagas decretou Situação de Emergência pela decorrência de estiagem.

A estiagem teve início em dezembro, com baixas precipitações, se estendendo nos meses de janeiro, fevereiro e março. Se observarmos nos gráficos, conforme levantamento pluviométrico de anos anteriores no mesmo período, nestes meses sempre choveu mais que o dobro da média registrada agora.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Contudo, além de perdas significativas na soja, milho e leite, temos registros de mortandade de peixes, em hortigranjeiros e outros. Só nos principais, as perdas ultrapassam R$ 63 milhões, números estes que já estão defasados, e tem o leite que a quebra ainda virá, por conta da quebra no milho silagem e baixa qualidade do produto.

Veja abaixo alguns números.

ESTIMATIVAS DE PERDAS PELA ESTIAGEM – SAFRA 2019/ 2020 (EMATER)

Área Plantada Prod. Inicial % de perda Produção atual Produção Preço unitário Prejuízo
Soja 20.000 3.748 45 1.687 33.732000 1,50 50.598.000,00
Milho 950 7670 50 3.835 3.643.250 0,76 2.768.870,00
Milho silagem 4.700 35.000 50 17.500 82.250.000 0,10 8.225.000,00
Leite 2 meses 7.080.000 22 1.557.600 1.557.600 1,35 2.102.760,00
TOTAL DO PREJUÍZO ATÉ O MOMENTO               63.694.630,00

 

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar