Policial

Volume de apreensão de drogas causa preocupação à Brigada Militar de Ajuricaba

Conforme a BM, usuários são de todas as classes sociais

As rotineiras apreensões de drogas no município de Ajuricaba vem chamando a atenção do comando e integrantes da Brigada Militar local.

Nos últimos cinco meses foram mais de sete apreensões de crack, cocaína e maconha. Na noite do dia 16 de outubro foi apreendido mais uma quantia de maconha, e o que tem chamado a atenção dos agentes de segurança é que as drogas estão permeando e atingindo pessoas de todas as classes sociais.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O 1º Tenente Davi Leonardo Radons, comandante da Brigada Militar de Ajuricaba, destaca os prejuízos à saúde dos consumidores e também os prejuízos econômicos e sociais causados pelo consumo destas drogas.

A pessoa que se torna dependente, tem seu sistema nervoso central afetado, de modo que passa a descuidar com cuidados pessoais e profissionais, influenciando diretamente em sua capacidade para o trabalho e no relacionamento na sociedade, muitas vezes tornando-se uma pessoa violenta.

“Percebemos algumas realidades em nosso município. Temos aquele consumidor que tem condições de pagar pelo seu vício, não repercutindo momentaneamente em suas relações com a sociedade, porém, tem outros usuários que para manter seus vícios utilizam-se de aposentadorias de seus genitores, e não sendo suficiente passam a cometer pequenos furtos para aquisição das drogas”, comenta Radons.

“A sociedade deve estar alerta para este fenômeno. Não podemos encarar com naturalidade a presença das drogas e a drogadição em meio a nossa comunidade. Os adolescentes e jovens são o público mais propenso a ser aliciado pelo tráfico, então fica o alerta aos pais para que mantenham o controle sobre seus filhos a fim de evitar que se aproximem de usuários, evitando o primeiro uso, pois estas drogas podem causar dependência na primeira vez que a pessoa utiliza”, alerta o Tenente.

A Brigada Militar pode ser comunicada ou solicitada através do telefone 9 9699-5596.

PATROCINADO - A NOTÍCIA CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar